O blog do curso de Eng.Civil da FCT

terça-feira, novembro 07, 2006

Exposição de Banda Desenhada

Este fim-de-semana tive o bel-prazer de ir apreciar a exposição de banda desenhada na Brandoa em boa companhia. É de frisar os percalços encontrados para as direcções correctas serem tomadas desde vis estradas, opulentas poças d´água e intransponíveis caminhos lamacentos lá demos com a rota certa.

Ao chegar ao respectivo sítio fomos imediatamente barrados com o pretexto de não termos bilhete… errado, jovem não devia pagar, o dinheiro já é escasso com os consumos de álcool, tabaco, estupefacientes e propinas ainda temos nós de pagar dois euros, vulgo “eurois”, para podermos entrar, mas pronto, lá sacámos da carteira com ar de fastio para efectuarmos o pagamento.

A exposição era composta por dois anexos um no 1º andar o outro na cave, o do primeiro andar era constituído basicamente por artistas portugueses com alguns livros de origens estrangeiras e a mítica bancadazinha com os típicos vendedores cromos que papam as bd´s todas, que para o deleite da minha camarada de leituras que se pôs a ler a colecção toda do Luís Royo ali presente (lol).

Mal entrámos no primeiro andar deparamo-nos com uma invasão de personagens de ambos os sexos vestidos como os heróis ou heroínas das suas bandas desenhadas com o suposto pretexto de se mascararem para um concurso que ali iria haver. Obviamente que aquilo era uma cabala arquitectada contra os transeuntes, pois: gajas boas… esquece lá isso e segundo a minha companheira era melhor que os gajos não tirassem as máscaras pois eram feios que nem cornos.

Obviamente que aquilo foi uma desculpa para elas levarem a mini-saia a passer á rua e mostrarem as p**** que são, feias que nem corvos e ainda a balançarem a pseudo-peida de um lado po outro é no mínimo uma visão do inferno, desistam.. e eles uma vez na vida sentirem-se importantes como as personagens de bd, do género chegarem a casa e começarem a imitar grunhidos tipo Wolverine mas na verdade a única coisa que têm em comum entre o Wolverine e eles é a quantidade assustadora de pelos, que medo… gostei particularmente do gajo que se vestia de Ironman, ao menos esse foi esperto o suficiente para tapar a cara…

Depois dum belo de um cigarrinho seguimos então para a cave que na verdade era um parque de estacionamento continuamos aí a odisseia de apreciar bd´s, é de referir que aí continha um cantinho dedicado á banda desenhada Voyeur a qual tinha umas quantas vinhetas viradas para o deboche puro e duro e outras mais para o erótico, enfim, um caso inédito nesta 17º exposição de Banda Desenhada, de resto ia sendo expulso(já começa a ser hábito) por dar um pontapé á língua duma cobra gigante(fictícia, claro está…) que se enrolou no meu pé e ainda dei umas boas gargalhadas á pala de certas personagens não mascaradas que ali se encontravam(embora não tenha muito moral para tal..)

Como apreciação geral gostei imenso desta exposição estes anos eles puseram as mãos á obra e criaram algo bem mais agradável, coerente e bonito! Já era tempo de tal acontecer =)

29 comments:

Blogger iNez said...

Lolol.
Bem, sem comentarios..mas pa k raiu de sitius é k tu vais? :P ver gaijos mascarados é no minimo estranho. Lol. Mas deixa la, podia ser pior :P

1:34 da tarde, novembro 08, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

hahaha, esse pessoal mascarado é demais XD

2:34 da tarde, novembro 08, 2006

 
Anonymous MajereanSoul said...

Ola meu caro,

Segui um link para este blog, que me foi dado por um amigo meu. Bem, na verdade o link era para outro blog, mas enfim, de blog wem blog vim parar ao teu.

Diverti-me imenso com o teu post sobre o FIBDA (Fest. Int. de BD da Amadora). A sério, parti-me a rir com o que disseste, até tive pena que não tenhas dito o mesmo em voz alta e bom tom quando tiveste lá no FIBDA. A malta iria adorar ouvir a opinião de um 'outsider'. Eu adorei =D

Bem, eu fui um dos 'mascarados' no FIBDA (um dos 75 mascarados LOL). Eu estava de bata branca, com umas fitas azuis nos braços, e umas riscas vermelhas na cara, cabelo um pouco comprido e de oculos. Talvez te lembres de me ver. E, não tentes pensar, não consegues saber que personagem era.

A tua reacção ao evento no FIBDA é extremamente hilariante, pois é a opinião de (coloquialmente), um "burro a olhar para palacio". Apareceste por lá, nas calmas, à espera de ver umas tretas de BDs europeias e levaste com aquilo. =P Posso só imaginar a tua reacção quando nos viste, LOL, e nós erámos imensos.

Bem, vou-te explicar o que estava a acontecer no FIBDA:
o que voçês presenciaram foi um evento de COSPLAY (abrev. de Costume Play) realizado pela comunidade 'otaku' portuguesa. Ou seja, fãs de ANIME, MANGA, jogos japoneses, e outras coisas japonesas.
No FIBDA, para além do Vic (Ironman), e da Yunie (que estava de Catwoman) não havia mais nenhuma personagem ocidental. Não penses que nos interessamos por merdinhas de comics e BDs, esse tal Wolverine é uma tretazinha americana, feita para malta troglodita que só tens miolos para apreciar WWE e baseball.

Nós somos fãs de cultura moderna (pop) Jap., e é só isso, desprezamos totalmente esta cultura americana tornada mainstream actualmente. Achas que os nosso idolos sao uns Spidermans, Wolverines e Supermans? Oh please! não nos rebaixes ao vosso nivel! Quem adora "super-herois mascarados" não somos nós.

Só nos misturámos com os 'americanizados' do FIBDA porque o FIBDA disponibilzou o espaço para o nosso evento. Nós erámos um grupo próprio dentro do FIBDA, que nada tinhamos a ver com os outros gajos que por lá andavam.

Quanto à fealdade dos e das cosplayers, esses teus comentários foram uns insultizinhos infantis de malta xunga, que não insultam ninguém para além de ti prórpio. Achei-os até hilariantes, fizeste uma linda figura de idiota complexado. Tenho a distinta impressão que te deves sentir muito mal contigo proprio... meu querido, devias procurar ajudar psiquiatrica ;)
A tua "companheira" deve ter-se sentido muito ofendida, nas suas roupas de mitra estilo puta-MTV, pelos fatos de cosplay que as raparigas usavam.
Gostaria de continuar com esta conversa agradavel, mas de facto, o teu post não tem muito mais que possa sequer ser comentado.

Se quiseres falar sobre o FIBDA, o Cosplay, ou os fãs de ANIME, visita este forum: www.animeportugal.net (o principal forum de anime português, cria uma conta e nem precisas de email de confirmação).
Recentemente, um idiota igualzinho a ti foi ao FIBDA, ficou tão irritado como tu, e decidiu ir dizer de sua justiça para o forum. Ele (de nick = WTF), provocou uma discussão muito acalorada, que acabou demasiado cedo :( Se também quiseres gozar mais com a fandom de anime, passa pelo forum, que eu e os outros menbros teremos o maior dos prazeres em dialogar contigo. Até podes falar logo com o Vic (o Ironman que teve lá). O nick dele lá é: The_Sword_Alchemist

Ultima coisa, em resposta a isto que tu disseste - "Era uma cabala arquitectada contra os transeuntes pois: gajas boas" - deixo-te o aqui um dos comentarios que o querido WTF recebeu lá no forum:

"Eu, pessoalmente, já estou bem a ver o que aconteceu. Foste a FIBDA à espera que o cosplay fosse uma data de modelos bem vestidos para que, na seclusão do teu lar, te pudesses dedicar às artes do onanismo sem pensares que te estavas a estimular a pensar "com bonecos". Viste pessoas comuns e, ultrajado, tentaste que te retribuíssem o dinheiro do bilhete."
- da autoria do kawaii Kero-chan.

Bem, é tudo.
Desejo-te cumprimentos e felicidades; e fico à espera de te ver lá no forum =)
Quero ver se terás tanta 'guelra' para lançar bocas, quando tens alguém que te responda.

12:08 da manhã, novembro 10, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA

3:23 da tarde, novembro 10, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

arf..arf...uff, isto foi severo. Agora que já ri tudo, posso fazer uma critica mais verbal ao comment do MajereanSoul. Tenho contudo que lhe fazer justiça por ter criado um texto em português correcto, não ofensivo e bastante civilizado, pelo que vou procurar replicar com a mesma delicadeza.
- O autor (melos) tinha escrito no post dele que tinha achado piada ao pessoal mascarado lá FIBDA, o que signiica que estava a achar piada aos wolverines, aos animes, aos spider-mans, e restantes, em suma, a todos os que pertenciam aquele conjunto. Achou piada, porque estava justamente à espera de ver uma exposição que contemplasse os diversos géneros de BD, e o que encontra é umas barracas, uma cave com mais não sei o quê, e uns bacanos mascarados para uma espécie de concurso de 'costumes'. Portanto é compreensivel neste aspecto a frustração dele. Ele criticou o conjunto, homogeneo ou não, porque segundo a minha leitura, representava uma parte daquilo que ele considera ser uma falsa exposição de banda desenhada. Tens o direito de ficar ofendido e de vir clarificar a tua posição, mas não tens o direito de apreciar depreciativamente o autor (melos), o que me leva ao ponto seguinte.
- dizes que não és wolverine e etc, porque é troglodita, e tu não queres ser confundido com o "nosso" nivel -> errado, incoerência lógica, se ele criticou os wolverines e os restantes mascarados do conjunto, é porque NÃO se identifica com eles, logo não estará a esse nível. Alias, ao criticar os wolverines está claramente a marcar uma postura face a essa cultura americana que o MajereanSoul pelos vistos também não gosta, concerteza por motivos em parte comuns; "Tenho a distinta impressão que te deves sentir muito mal contigo proprio... meu querido, devias procurar ajudar psiquiatrica ;)" -> não compreendo como é que alguém que vai a uma exposição de BD à procura talvez de arte, e se confronta com uma alienação desses principios pela corrupção dos elementos materiais e humanos lá presentes para com eles (claro que admito que tenha havido excepções), possa ser confundido...com alguém...que se sente mal...consigo próprio ??? hum, simplesmente não tem uma coisa a ver com a outra.....e deva procurar ajuda psiquiatrica...porque se rio duns tipos mascarados numa exposição de BD ??...hum...não tem uma coisa a ver com a outra LOL !(?)
- Isso de dizer que os americanizados são pode defenição trogloditas parece-me razoavelmente correcto, sim, mas se queremos pronunciarmo-nos sobre uma matéria destas, temos que compreender o fenómeno em causa: cultura urbana de entertenimento por animação. No caso dos americanos, já sabemos como é, promoção da estupidez e ignorância gratuitas, etc, raramente chega alguma coisa inteligente desse país nesta area. No caso dos Japs, anime e isso, não é assim tão diferente. Os japoneses têm actualmente uma cultura pelo histerismo e sensacionalismo que abranje tv, revistas, etc. Quem tenha visto o "Lost In Translation" sabe do que eu estou a falar. Os japoneses passam a vida afogados em desenhos animados de pokemons e os outros 'mons' todos, ou uma qualquer (mais uma) série de animação passada em 2475 em que uma qualquer urbe corrompida pela violencia luta contra os robots mutantes, e ha o super-heroi que luta sempre com grandes guitarradas synth, que é loiro e de olhos azuis, um cabelo todo estiloso e etc, o que é uma tremenda CONTRADIÇÃO em relação aquilo que os japoneses são na REALIDADE...logo por aí é um pouco irrisória toda essa demência que alguns têm em beber, em se afogarem, em se alienarem com aquela supercultura de flashes, gritos, e sub-realidades que provocam ataques epiléticos e inequivocamente tiram um gajo do mundo real. Depois ha o mesmo mundo estupido para coisas reais, como programas em que filmam pessoas a cagar e lhes abrem a porta, talk-shows em que convidam actores porno para satisfazer as histericas da plateia, e coisas mais grotescas ainda. Ou seja, é pouco sensato criticar os americanos quando na cultura Jap ha a mesma merda, e pior ainda. Mais, é pouco sensato acusar os americanizados por serem o que são, quando os animezados e japonesados são no fundo a mesma coisa: um conjunto de individuos que admiram uma infra-cultura consequente do mundo pop e sensacionalista, que a vivem profundamente e fazem dela vida, em detrimento da realidade com a qual não tê, dificuldade em coexistir. Psicologicamente falando, é isto que ocorre.

Quero no entanto ressalvar que ha coisas na cultura japonesa que admiro bastante, como as artes marciais e os codigos de honra classicos. No caso espicifico da animação, já vi filmes bastante bons como "As Viagens de Shihiro", e acho que não tem absolutamente nada a ver com a palhaçada que são as séries de desenhos animados de samurais roboticos do futuro, mais os dragon balls, mais os narutos e os outros saltimbancos, que são feitos maciçamente para fins de consumo descartável e efémero.

Eu sou um individuo com interesses na vida, adoro aviação e história moderna por exemplo. Vi desenhos animados como toda a gente, mas acabei prai aos 12 anos. Jogo jogos de pc e PS2, como toda a gente, oiço bastante musica, leio, ou seja, cinjo-me as coisas que existem materialmente, e que permitem à mente humana evoluir e ganhar conhecimento. Acho pouco salutar uma pessoa fazer da sua vida uma coisa virtual, viver para e num imaginário donde não se obtém nada que permita viver o mais humandamente (iluminadamente? intelectualmente? culturalmente? com ALGUMA lucidez ???). Eu não gostaria de chegar ao fim da minha vida, e no seu somatório, ter apenas residuos de animés indiferenciados, e o convivio com pessoal que se vê apenas no monitor ou em convenções de mascarados, que usa nicks nipónicos e skins atléticas, talvez para fugir a realidades mais deprimentes.
Actualmente os unicos desenhos animados que eu vejo é coisas como os simpsons, porque justamente satirizam as sub-culturas urbanas no seu ridiculo, que são producto directo da sociedade estupidificadora que o MajereanSoul afirma ser contra.

4:33 da tarde, novembro 10, 2006

 
Blogger Melos said...

bem.... primeiro de tudo: não tando aqui o excelentíssimo majereansoul contente por deixar a sua opinião no meu blog pelosvistos teve vontade de alargar o seu leque de blogs chegando mesmo a entrar num blog de engenharia civil fantástico! o que o tempo livre pode fazer a um ser humano...

segundo: se me for permitido:

BWAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (snif, snif) (<-- estas ultimas foi chorar de tanto rir)

é caso para dizer que alguem foi papado =)

spetznatz para ministro!! xD

6:34 da tarde, novembro 10, 2006

 
Anonymous Néné said...

Como ja comentei ao Spetznatz a respeito do majereansoul: " Típico elitista pseudo-niponico que julga que sabe mto sobre cultura japonesa so porque chafurda em td o anime e manga que encontra ".

Já agora, eu sou um grande fan de anime, manga e até hentai. Até as prefiro mais (MUITO mais, admito) do que banda-desenhada europeia e americana.

Agora aquele comportamente quase racista contra uma simples critica - um desabafo de uma pessoa no seu proprio blog - é simplesmente intoleravel.

7:08 da tarde, novembro 10, 2006

 
Blogger iNez said...

Woowwww..1pessoa distrai-se uns dias do blog e knd ca xega da de caras com estes testamentos de critica e defesa num portugues corretissimo.. Pah,fico contente k todos demonstrem a sua opiniao,é para isso k serve o blog, mas agredeço ao sr majereansoul que se fike pelos seus anime's tao EMOCIONANTES e se deixe de criticas tao non-sense.. Ker dizer, se tas a espera de 1guerra entre pessoas normais e anime-dependentes eskece..aki toda a gente tem +k fazer do k andar a meter posts no teu forum..mas deixa la, valeu a tentativa de tentars ter 1vida.. :P

Conheço varios anime-dependentes e digo-te msm..nao havia nenhum k tivesse completa saude mental..pelo teu comment, inseres-te nesse grupo tb. Temos pena!

Jinhs*iNez*

12:23 da tarde, novembro 11, 2006

 
Anonymous MajereanSoul said...

@iNez: Ao menos não sou pita lol

@Spetznatz: sim, eu lancei alguns insultos um pouco pessoais ao autor, em resposta aos insultos (bem mais brejeiros, diga-se de passagem), que ele lançou contra os fãs de anime. Se o autor fosse à procura de... 'arte' lol duvido que tivesse ido ao FIBDA. Muito mais duvido, depois de ler o que ele escreveu.
Quanto à ajuda psiquiátrica, bem, ele ao escrever mostrou (gritou praticamente) ter ficado bastante irritado com a aparência fisica dos cosplayers, na verdade, foi isso que ele mais explorou, tanta irritação soa a falta de auto-estima. :P E o que ele escreveu, sinceramente, não "marca posição" nenhuma. lol

@Nene: compreendo o teu engano, é de facto bastante compreensivel, mas é verdade é que eu não sou um elitista pseudo-niponico.

1) modestia à parte, sei muito mais sobre cultura Japonesa tradicional/classica e moderna do que vocês

2) sei que o Japao é uma das sociedades mais doentias do mundo. Sei isso, admito-o, e sei porque o é. Logo, Spetznatz, não te sintas com os conhecimentos para me dar lições sobre o Japao moderno ;)

3) não admiro nem me interesso pessoalmente nada pela cultura tradicional japonesa, logo, não sou um "elitista niponico". Ao contrario do querido Spetznatz, desprezo totalmente o Japao classico, inclusive os tais "codigos de honra" que ele tanto adora.

4) o meu nick 'nipónico' :P na verdade provém de uma obra de fantasia americana, sem ligações nenhumas ao Japão.

Agora, a parte importante do post do Spetznatz ^^: a tua avaliação da cultura pop moderna japonesa. Bem, de facto, pareces saber bastante do Japao moderno =P. Mais do que eu esperaria de alguém. Sim, tens razão, a sociedade japonesa é no geral assim, com uma diferença: só uma minoria é se dedica a este tipo de hobbies. Esta cultura pop de anime, e afins, é feita só para um sub-estracto da população, ao contrário do que muita gente pensa, é uma cultura substream.

Spetznatz, não vou estar a criticar da tua lista de interesses (aviação? lol), mas digo-te que também não conheces (todos :P) os meus. Tu próprio admites jogar jogos (entao, isso é viver a vida intelectualmente???), ouves musica (musica clássica? duvido,:P e olha eu eu ouço classica lol ), lês (BD, provavelmente...), por isso também não estás fora da cultura pop. Até estás bem dentro.

Tenho a minha quota parte de cultura classica, uma quota parte que honestamente deve ser bem superior à tua, e eu sei distinguir entre entretenimento e cultura 'intelectual'.
Por isso, não perco tempo a ver tretas como os Simpsons, só pelo prazer de ver a "cultura urbana satirizada". Sátiras meu caro, já as vi mais do que suficientes. E, de qualquer maneira, não tenho intenções ou possibiliades politico-sociais em mudar a situação, logo não vejo o interesse de ter de chafurdar nela, para além do simples ponto de saber como é. Tu, pelo contrário, nota-se que gostas de observar voyeuristicamente essa cultura que dizes odiar. lol

Anime, manga etc, é entretenimento, cultura pop, e não a considero como mais do que isso. Agora, o que de facto a considero é bastante mais... estimulante? entusiasmante? agradavel? bonita? estilizada?, bem, tudo isso e muito mais, do que a cultura pop americana. É tudo fantasia, mas cada uma é feita para um nivel diferente de sensibilidade e gostos.

E não venhas falar sobre estilos de anime, porque, sinceramente, não tens conhecimentos ;)
Não podes discutir anime quando pensas só em Naruto, DB, Akira e GITS lol E ainda mais, falaste dos filmes Ghibli (Chihiro), os quais na verdade são um estilo alternativo.

Para finalizar, em resposta a isto: "Tenho contudo que lhe fazer justiça por ter criado um texto em português correcto, não ofensivo e bastante civilizado, pelo que vou procurar replicar com a mesma delicadeza."
Spetznatz: Muitos obrigados, pois o meu coração fraco não aguentaria os teus... comentárioa ofensivos :P

Como pareces (ou tentas parecer :P) inteligente, sem duvida que notaste que o meu post era essencialmente sarcasmo. Até porque respondi com "um texto em português correcto" lol, às tiradas do melos. Considerando isso, certas partes da tua resposta sairam bastante ridiculas ;)
Mas pronto, também te vou dar uns beijinhos por teres escrito um texto "não ofensivo e civilizado em portugês correcto". ***

1:08 da tarde, novembro 11, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

-"o autor fosse à procura de... 'arte' lol duvido que tivesse ido ao FIBDA. Muito mais duvido, depois de ler o que ele escreveu. " --> sim, BD é uma forma de arte, é uma forma de criacção artistica, que pode ser ou não inteligente, rico, com conteudo. Acho que é isso que se deveria esperar duma, pelos vistos, tão importante e popular exposição.
- Ficar irritado não tem NADA a ver com precisar de ajuda psiquiatrica. Quem precisa de ajuda psiquiatrica são os que têm complicações quimico-psicologicas fora do normal. Ninguém aqui demonstrou isso.
- Achar interessante e admiravel (admirar não significa idolatrar, significa observar, contemplar ecologicamente) a cultura tradicional japonêsa, os códigos de honra, etc, não quer dizer que se seja elitisca nipónico. Alias, o meu modelo de civilização e sociedade está bem longe de ser o japonês, tanto o clássico como o moderno (este último ainda menos).
- Não me chames "querido" sff, sinto-me pouco confortável em um tipo que se vai mascarar para reuniões de BD se dirija assim a mim.
- A cultura pop anime nao é um substream, esse genero de artigos vendem-se MUITO abundantemente, logo são consumidos abundantemente, logo há um mainstream relacionado. Conheço um individuo que é Mestre de Karaté, viveu 2 anos no Japão, conheço um japonês, conheço quem tenha ido passar férias ao japão, e dizem-me que esse histerismo e flashes etc, chega a ser doentio. Basta ver a quantidade de tralha dessa cujas vendas passa a vida a bater recordes de venda em poucos dias nesse país.
- Há quem goste de carros (por acaso eu também), há quem goste de motos, há quem goste de tunning; eu gosto de aviões (e outras coisas). Disseste que eu por jogar jogos, ouvir musica, e ler é uma coisa de cultura pop (por si só não o é necessáriamente). Sobre isto quero clarificar uns detalhes: qualquer jovem, e muitos adultos, jogam jogos de PC. Se se faz disso vida ou não é que determina se se está a ser "anormal" ou não; tenho uma boa amplitude musical, gosto de todos os géneros menos o rap/hip-hop comercial, e o techno nas suas variantes. Entre as minhas bandas de culto estão os Pink Floyd, Led Zeppelin, Jimi Hendrix, The Doors, (...), que não é de TODO pop, muito antes pelo contrário, como deves (ou deverias, não posso precisar) saber. Sim, oiço musica clássica de vez em quando, posso-te dar nomes de obras que gosto particularmente; sim, leio BD's, como Calvin, Foxtrot, já li uns titulos um pouco mais...mmh..intelectuais, e quando era miudo lia muito asterix, lucky lucke e assim. Actualmente gosto de autores como George Orwell, Italo Calvino, Sartre, e já li clássicos como A Arte da Guerra (um livro prai com 2500 anos). Podia continuar a lista, mas não é relevante a partir daqui. Isto não é estar bem dentro de cultura pop histerica do animé, nem da TVI, nem qualquer outra variante.
- Gosto de observar as culturas que me rodeiam, para as poder julgar melhor, o que não tem nada a ver com voyerismo. Voyerismo seria olhar pelo deboche, estrapulando essas culturas para a inconsequencia da observação, ou seja, olhar e não compreender/concluir nada. Detesto qualquer cultura, urbana ou não, em que a promoção da estupidez seja o prato do dia. Em Portugal, por exemplo, tem que se conviver ambientalmente com ela diariamente, portanto é natural que se compreenda e tenha que se compreender as suas manifestações intelectualmente injuriosas, em relações de causa e consequencia, como que compreender o fenómeno. Isto não é voyerismo, repito.
- Admites que as mangas etc são cultura pop, e dizes que cada uma é feita para niveis diferentes de sensibilidade e gostos. Portanto, por lógica, conclui-se que o teu nível de sensibilidade e gostos coincide com a cultura manga pop japonesa, cuja critica concordaste comigo parcialmente, o que colide com " Tenho a minha quota parte de cultura classica, uma quota parte que honestamente deve ser bem superior à tua, e eu sei distinguir entre entretenimento e cultura 'intelectual'. ". Mas tudo bem, eu não vou fazer julgamentos pessoais à tua pessoa, cada um concluirá o que entender.
- Eu discuto sobre o anime que chega a Portugal, essencialmente aquele que as vezes se vê à venda nas papelarias mais completas, ou o que passa na sic radical. Creio que isso é anime, logo é legitimo aprecia-lo na medida em que é o que há por cá, vá lá, o que afecta a nossa reles sociedade.
- Não tens que agradecer, oh sr. dos beijinhos e "queridos" por eu ter feito um texto "com delicadeza". Eu prefiro discutir as coisas racionalmente e civilizadamente, do que armar peixeiradas.
- O que escreveste, em sarcasmo ou não, deixou o conteudo clarificado. Eu respondi, não tanto em sarcasmo como tu, ao conteudo não às piadinhas, logo o que eu disse não é ridiculo, é até veridico.
- O teu nick pode não estar relacionado directamente com semantica nipónica, alias, isso nem me interessava nada. As excepções verificam precisamente que há regras. Eu nem queria pronunciar-me acerca do nick, era mais ilustrar o nick como elemento da sub-cultura que eu referi antes.
Não me mandes beijinhos, que eu não me sinto muito confortável em que um tipo que se mascarou à anime se dirija a mim assim.

5:02 da tarde, novembro 11, 2006

 
Blogger iNez said...

MajereanSoul se eu nao conhecesse inumeros anime-dependentes ate podia considerar-te 1pessoa inteligente e com ideias..mas como infelizmente conheço varios sei k nao vale a pena discutir com vcs em relaçao a japonesices..Sao tarados, loucos, fanaticos..Xegam a ser tristes.. Por isso esta a vontade para manifestar a tua Adoraçao, a tua Excitaçao por ver desenhos animados e achar que mesmo assim és muito homem (?) mas fa-lo noutro lugar sff. Este blog nao esta minimamente ligado a esses temas por isso agredeço que deixes de comentar.
Ah e podes crer que sou tudo menos pita, se nao me dou ao trabalho de escrever correctamente cada palavra é pk simplesmente nao preciso..isto é 1blog, nao é nenhum jornal. Tenho dito!

Jinhs*iNez*

7:17 da tarde, novembro 11, 2006

 
Blogger Melos said...

BWAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

fase um conluída.

0wned total por parte dos engenheiros:
quinje a jero!! quinje a jero!!

será que é desta que o maje foi-se:D?

7:59 da tarde, novembro 11, 2006

 
Blogger Melos said...

demência a chegar a níveis exponenciais.

ALERT ALERT

8:16 da tarde, novembro 11, 2006

 
Blogger Melos said...

maje kuanto ao facto de a ines a teus olhos ser pita (duvidosa apreciação apenas pode ser comprovada se o comentador conhecesse alguma para a poder comparar) acho que só podias confirmar isso através do conhecimento pessoal.

utilizando as palavras da mesma: "isto é um blog e não um jornal"

8:23 da tarde, novembro 11, 2006

 
Anonymous Anónimo said...

O texto compreensível:

"Este fim-de-semana tive o bel-prazer de ir apreciar a exposição de banda desenhada na Brandoa em boa companhia. É de frisar os percalços encontrados para as direcções correctas serem tomadas: através de vis estradas, opulentas poças d´água e intransponíveis caminhos lamacentos, lá demos com a rota certa.

Ao chegar ao respectivo sítio, fomos imediatamente barrados com o pretexto de não termos bilhete… Errado, jovem não devia pagar. O dinheiro já é escasso com os consumos de álcool, tabaco, estupefacientes e propinas; ainda temos nós que pagar dois euros, vulgo “eurois”, para podermos entrar, mas lá sacámos a carteira com ar de fastio para efectuarmos o pagamento.

A exposição era composta por dois anexos: um no 1º andar, o outro na cave.
O do primeiro andar era constituído basicamente por artistas portugueses com alguns livros de origens estrangeiras e a mítica bancadazinha com os típicos vendedores cromos que papam as bd´s todas, sendo o deleite da minha camarada de leituras, que se pôs a ler a colecção toda do Luís Royo ali presente (lol).

Mal entrámos no primeiro andar, deparámo-nos com uma invasão de personagens de ambos os sexos vestidos como os heróis ou heroínas das suas bandas desenhadas com o suposto pretexto de se mascararem para um concurso que ali iria haver. Obviamente que aquilo era uma cabala arquitectada contra os transeuntes, pois: gajas boas… esquece lá isso! E segundo a minha companheira era melhor que os gajos não tirassem as máscaras, pois eram feios que nem cornos.

Obviamente que aquilo foi uma desculpa para elas levarem a mini-saia a passear à rua e mostrarem as p**** que são feias que nem corvos e ainda balançarem a pseudo-peida de um lado para o outro. É no mínimo uma visão do inferno! Desistam... E eles, uma vez na vida, a sentirem-se importantes como as personagens de bd, chegando a casa e começando a imitar grunhidos como o Wolverine; mas na verdade a única coisa que existe de comum entre o Wolverine e eles é a quantidade assustadora de pêlos. Que medo… Gostei particularmente do gajo que se vestia de Ironman; ao menos esse foi esperto o suficiente para tapar a cara…

Depois dum belo cigarrinho, seguimos então para a cave, que na verdade era um parque de estacionamento. Continuámos a odisseia de apreciar bd´s. É de referir que aí continha um cantinho dedicado à banda desenhada Voyeur, a qual tinha umas quantas vinhetas viradas para o deboche puro e duro e outras mais para o erótico. Enfim, um caso inédito nesta 17º exposição de Banda Desenhada.

De resto, ia sendo expulso (já começa a ser hábito) por dar um pontapé à língua duma cobra gigante(fictícia, claro está…) que se enrolou no meu pé. E ainda dei umas boas gargalhadas à pala de certas personagens não-mascaradas que ali se encontravam (embora não tenha muito moral para tal...)

Como apreciação geral, gostei imenso desta exposição. Durante estes anos, eles puseram as mãos à obra e criaram algo bem mais agradável, coerente e bonito! Já era tempo de tal acontecer =)"









Não comento o conteúdo. Apenas achego que não percebo o porquê de os cornos e os corvos serem usados como elemento de comparação com a fealdade. Ainda se fosse usada a expressão "pareciam as traseiras de uma Berliet estampada"... Aí sim, compreenderia.



Comentário aparte e final: "isto é um blog e não um jornal". O facto de ser um blog não justifica o desleixo perante a Língua Portuguesa. Muito pelo contrário: precisamente por ser um "objecto" de divulgação público deve haver um cuidado redobrado no uso do português. Não extasiante, mas suficiente para um texto ser, antes de mais, legível e, depois, compreensível.

2:37 da manhã, novembro 12, 2006

 
Anonymous Maje said...

@Melos: Let's see who gets pwned, querido Melos. =X

Engenheiros? :P Vocês são mais engenheiros do que eu? LOL
Demência? "A loucura faz-nos grandes" ^^ (sim, Spetz, isto foi Ironia, quero deixar bem claro, caso o senhor não consiga perceber :P) Prefiro a ser louco a estar condenado à mesquinhez da vulgaridade, ou pior, ao vosso Pedantismo Revolucionário.

Btw, o teu LINDO blog Melos ilustra o vosso glorioso e acutilante espirito revolucionário esquerdino, que MARAVILHOSA sátira fizeste da "malta geek de BD e Manga". :)
O nosso grande defeito que nos pôe na lista negra destes pseudo-Marx's com a crista levantada é a nossa, suposta :P, fealdade LOL

Já agora senhor Melos, já que o senhor não deixou um único comentário com conteudo nesta discussão, faça o favor de não lançar bocas parvas, pois você aqui adquire o papel de 'emplastro'... =P
Eu concedo-te o prazer de chamares "feiosos de merda" a quem quiseres, e igualmente, salvo para mim o... direito de me divertir a gozar contigo agora. Quid pro quo (quote do Silence of the Lambs, eu sei ;)

E, não Melos, não me fui nem me irei, as tuas desculpas e basofianços infantis não me poêm a chorar, nem me fazem ter pena. Insultaste (idioticamente, btw) agora ficas ai caladinho enquanto em insulto. E tens razão, que até tem a sua graça. Começo a sentir uma sensação esquisita, ligeiramente borbulhante, na minha garganta, algo que daqui a mais uns comentários teus, se poderá transformar numa risada divertida.

Ou então, se quiseres (ou puderes :P) fala lá. Duvido que consigas, tão confortável que estás a esconder-te atrás dos teus 'buddies'. Não "me irei" enquanto o teu bem-amado camarada Spetz continuar a discordar de mim, e eu tenho muita condescendência para discussões destas.

@SpetzNatz: sim, a anime/manga adequa-se aos meus gostos e sensibilidades. Na verdade, adequa-se aos gostos de praticamente toda a gente, pois existe uma terrivelmente grande varieade de estilos. Até chega a ser demasiado variada, lamentavelmente... se pensares só no que a Radical traz, claro que ficas muito confortável com uma apreciação linear da anime.

Se eu disse que já tinha levado com muita cultura mainstream acual e classica, é porque tive mesmo, que eu não minto! :P Acontece simplesmente que eu tenho a capacidade de separar as duas coisas; leio romances clássicos, e manga moderna de forma diferente, e de acordo com os seus diferentes contextos estilisticos.

A tua lista de autores favoritas foi muito... 'à frente' =P. Lês Sartre hem? A ontologia é um tema tão interessante! se gostas, não critíco =X
"A Arte da Guerra"? do Sun Tze? lol Pois, para citar nomes sonantes tu és bom. :P
Orwell qualquer puto lê. Eu li a Animal Farm tinha para ai uns 11 anos. LOL Por acaso, foi um dos meus primeiros livros. como mencionaste o Orwell, não resisti :P

Quanto à tua 'musica de eleição': Pink Floyd, Led Zeppelin, Jimi Hendrix, The Doors; desculpa estar a destruir as tuas fantasias, mas pertencem á cultura pop. Cultura POP não é musica pop, é cultura feita unicamente para a satisfacção das massas, ou seja, cultura feita para o prazer do publico em geral. E, não sei que ilusões tens, essas
bandas não são artisticamente reconhecidas. São bandas de 'massas', de publico inculto, mesmo sendo alternativas e substream.

BTW, gostas delas pelo seu caracter cultural, ou por prazer estético? Acho engraçado que alguém consiga gostar de uma banda, não pela beleza da musica, mas só pelo seu contexto cultural. ;)

Dizes: "Gosto de observar as culturas que me rodeiam, para as poder julgar melhor, o que não tem nada a ver com voyerismo. Voyerismo seria olhar pelo deboche, estrapulando essas culturas para a inconsequencia da observação, ou seja, olhar e não compreender/concluir nada."
Acho espantoso que consigas concluir uma coisa diferente em cada episódio dos Simpsons, :P sendo essa a ÓBVIA razão porque essa é a "unica serie animada que vês". lol Pela tua lógica, se não conseguires "concluir nada", não tens razão para ver a série ;)

Agora, a parte séria: "cultura pop anime nao é um substream, esse genero de artigos vendem-se MUITO abundantemente"
--> Totalmente errado.
A fandom jap. de anime é muito grande no Japao, mas é desprezada socialmenente. Logo, não é aceite, são uma minoria, e é substream. Os fãs podem ser muito dedicados, mas são e sempre foram uma minoria.
Existe anime que é mainstream para adultos (é muito pouca, umas 5 séries longas), existe anime para crianças, e existe a OUTRA anime (a grande maioria) que é para adultos, mas é mal vista, logo é substream. E não estou a referir-me à porno, que em anime são sempre séries muito curtas (1 a 4 episodios).
A fandom pode ser (relativamente) grande, mas 1 fã em 30 ou 50 pessoas, ainda é substream.

Tenho de te dizer que adorei esta parte: "Eu prefiro discutir as coisas racionalmente e civilizadamente, do que armar peixeiradas." XD

Quanto aos beijinhos que foram "desconfortaveis" :P, espero que não te tenhas ficado a sentir desconfortavel com a tua sexualidade ;)

3:00 da manhã, novembro 12, 2006

 
Anonymous Maje said...

Btw, Melos: É muito agradável lançar bocas estúpidas quando ninguém te pode responder, deves-te sentir muito poderoso e feliz contigo próprio (olha o E-PENIS a crescer! :P ). A tragédia é quando uma das tuas 'vítimas' anónimas tem conhecimento das tuas declarações inflamadas, e têm oportunidad de responder...

Moral da História: Life's Sad, I know, but you've picked the wrong guys, and therefore, sadly, the wrong guy. Too bad.

3:06 da manhã, novembro 12, 2006

 
Anonymous Maje said...

Já agora, engenheiros? da FCT? lol
Acham-se grande coisa por serem da FCT? Eu nem sabia que a FCT já formava engenheiros, pensava que eram só teóricos =P
Well, anyways, FCT sucks, IST rules! ^_^

3:14 da manhã, novembro 12, 2006

 
Blogger iNez said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

8:58 da manhã, novembro 12, 2006

 
Blogger iNez said...

LOLOL! Epah n sei pk mas tava msm co feeling k eras do IST, vê-se á distancia..sabes donde conheço tantes geeks viciados em anime? Exactamente daí..passei aí 1ano da nha vida e nao axo o IST em nada superior á FCT. Isso sao preconceitos idiotas de gente k "se vem" cada vez k diz: "eu estudo no IST." As tantas ate te conheço.. so por acaso,n tas em LEIC? é k a maioria dos anime-dependentes eram de la..Poix fica sabendo algo, se eu tinha algum interesse em ler esta apaixonante novela mexicana k resolvest criar no meu blog, esse interesse esmoreceu todo ao saber k es de lá..simplesmente nao tem graça nenhuma discutir 1assunto k ja ouvi durante 1ano.. So pelo estilo ja sei como es fisicamente, sei como es psicologicamente e sei k estas conversas te dao IMENSO prazer, alias, sao das unicas k tens.. Olha so te digo, passa pelo www.leicx-files.blogspot.com e vê como ate os teus proprios colegas desprezam nerds idiotas como tu.. E esta bela conversa acaba aki k tou farta de comentarios de gente k se acha imensamente superior por ver desenhos-animados e estudar no IST.. Sabes k te digo? Arranja 1gaija (se conseguires) e faz-te um homenzinho.. Estás mesmo a precisar soltar essa energia por outro lado, pk estas discussoes de anime acabam aki!

Escusas d postar +comentarios pk vao ser todos apagados.Se tu tens a liberdade ignorante de dizer o k pensas num blog k n tem absolutamente nada a ver co assunto eu tenho a liberdade de apagar tudo o k escreves..talvez n o faça tao rapidamente knt tu ca metes os comentarios (sim, k eu tenho vida e n passo os meus dias em frente ao PC) mas acredita k vao ser apagados..se keres ter trabalho de escrever testamentos está a vontade, mas fica sabendo k ninguem os irá ler..eu demoro 1seg a apagar o k dizes, tu demoras knt tempo a escrever..?

Vah, arranja mase 1vida, sê feliz e nao nos xateies mais k farta de nerds como tu fikei eu!

9:04 da manhã, novembro 12, 2006

 
Anonymous Maje said...

não sou de LEIC ;)

11:44 da manhã, novembro 12, 2006

 
Anonymous Maje said...

1) Não fui que me armei ao dizer que "era engenheiro" :P foi o Melos.

2) Quem começou a dicussão foi o Melos, com os insultos (que não têm nada de idiota, podes crer :P)

3) estou curioso em ver se consegues mesmo prever, pelo meu estilo, como eu sou fisica e psicologicamente LOL

11:48 da manhã, novembro 12, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

- "Quanto à tua 'musica de eleição': Pink Floyd, Led Zeppelin, Jimi Hendrix, The Doors; desculpa estar a destruir as tuas fantasias, mas pertencem á cultura pop." ---> AHAHAHHAHAHAAH, não vou comentar este pequeno grande pedaço de ignorância :0. Vai-te esclarecer sobre o que ERA cultura pop (aí vais aprender que não tem a ver com estas bandas), no que se TORNOU cultura pop (vais perceber que agora então NAO TEM NADA a ver). Pink Floyd, a reconhecidamente maior banda de rock de sempre ? LedZep, os criadores do hard rock e heavy metal ? Hendrix, o primeiro grande guru da guitarra electrica ? Pop é robby williams pa, não me insultes.
- Gosto das bandas que gosto pela riqueza musical, mas também pelo que representam culturalmente, para responder à tua pergunta. Posso-te dar nomes mais alternativos e desconhecidos, se te fizer feliz: My Bloody Valentine, Archive,... ou então passar logo a Joy Division e semelhantes, que estes não são pop de certeza. Pop nesta era seria madonna, ou kiley minogue, ou ainda mais disco.
- "Acho espantoso que consigas concluir uma coisa diferente em cada episódio dos Simpsons, :P sendo essa a ÓBVIA razão porque essa é a "unica serie animada que vês". lol Pela tua lógica, se não conseguires "concluir nada", não tens razão para ver a série ;)" - lê novamente o que eu disse, e vais ver que eu vejo coisas como os simpsons, suponho que um erudito conhecedor de animação e BD como tu deve dar com outras coisas semelhantes. O sentido de humor conferido pela sátira é uma das coisas mais fixes dos simpsons, sim e é pelo humor de qualidade, para rir, que vejo os simpsons. É bom também porque nos dá uma perspectiva mais elucidada do ridiculo da sociedade, como calculo que tenhas compreendido; Se o que vejo na TV é uma banalidade vazia de conteudo, futil e esteril, não vejo porque é aquele tipo de televisão que nós podemos chamar de "merda" (a TVI é um bom exemplo), logo, não vejo.
- Gosto das bandas que gosto pela riqueza musical, mas também pelo que representam culturalmente, para responder à tua pergunta.
- Não me fizeste sentir desconfortavel na minha sexualidade, simplesmente não gosto desses à vontades, principalmente dum desconhecido.

12:14 da tarde, novembro 12, 2006

 
Blogger Melos said...

pah miguel é assim isto até tava a ter piada, mas a partir que começas com maneirismos pah eskeçe auto rebaixaste-te... nem vale apena continuar com uma discusao que até tava curtir ao momento, apoio a ines no ponto dela. não respondo porque já está uma pessoa a responder-te e diga-se de passagem a fazer uma crítica social e cultural bem mais interessante do que as tuas tentativas efémeras de tal.

somos futuros engenheiros, isto não é armar é vrdd, englobei o adjectivo a todos os users do blog devidamente identificados.

yah pois é sinto-me o senhor do mundo... meu deus... até parece uma das personagens das tuas bds, só que reais. até te faço o gosto de continuar a tua conversa mas desta vez no meu blog, isto é um blog de civil que não tem nada a ver ctg...

desISTe....

12:48 da tarde, novembro 12, 2006

 
Blogger SpetzNatz said...

Ahh e esqueci-me de dizer isto:

- "A fandom jap. de anime é muito grande no Japao, mas é desprezada socialmenente." Ok, 1 em cada 30, 40, 50 é um numero consideravel, significa entre 3 e 2%....já dava para formar um partido politico, e no caso do japão, um movimento já com muita gente. Pela imagem que me deram do japão nesse aspecto, creio que a popularidade desse genero de coisas é a um nivel mais do "1 em cada 30, 40, 50" não fazem parte desses movimentos. Lá as revistas de manga vendem-se nos quiosques como paezinhos, mais baratos que os jornais, os gajos compram, levam aquilo pro trabalho, pro WC, etc.

Vou respeitar a vontade da Ines, vou parar aqui com os meus posts. Este(s) foram só para defesa. Se quiseres continuar, vamos pro do melos, mas eu acho que não ha mais nada para discutir.

12:51 da tarde, novembro 12, 2006

 
Blogger iNez said...

Agradeço a vossa compreensao..realmente este blog nao tem nada a ver com o assunto. Penso k a conversa acabou aki por isso nao vou mexer nos comments.
Um bom dia para todos..

Jinhs*iNez*

1:04 da tarde, novembro 12, 2006

 
Blogger Melos said...

não tens nd que agradexes inez, já deviamos era ter feito isto á muito tempo..

2:42 da tarde, novembro 12, 2006

 
Anonymous miguel said...

Inez: podes apagar os comments, e até te agradeço bastante por isso. toda esta discussão ficou muito má.

1:47 da manhã, janeiro 18, 2007

 
Anonymous maje said...

*apagar os comments todos

1:48 da manhã, janeiro 18, 2007

 

Enviar um comentário

<< Home